Hoje no mundo todo calcula-se que mais de 46 milhões de pessoas sofrem da doença chamada de Alzheimer, segundo informações da Associação Internacional de Alzheimer. É um número alto e com o passar dos anos esse número aumentará consideravelmente.

Mas, quais são os primeiros sinais da doença e como não confundi-la com os sintomas do envelhecimento comum? Veja detalhes sobre o Alzheimer a seguir.

O que é o Alzheimer?

Para saber quais são os principais sintomas e quais são os primeiros sinais da doença, é importante saber o que é o Alzheimer.

A Doença de Alzheimer (DA), nada mais é do que um transtorno neurodegenerativo, que deteriora a memória e também as funções cognitivas da pessoa.

Essa doença é fatal e ainda não tem cura. Ela compromete atividades do dia a dia e ainda em casos mais graves, a pessoa esquece até mesmo como pentear o cabelo, trocar de roupa, entre outras atividades corriqueiras.

Mas como ela funciona? Quando o processamento de proteínas do sistema nervoso central não funciona corretamente, a doença se instala e começa a agir.

Então, surgem fragmentos de proteínas tóxicas dentro dos neurônios, e como consequência, começa a ocorrer perda de neurônios em algumas regiões do cérebro como: hipocampo, córtex cerebral, entre outras partes.

Aqui no Brasil já existem centros de tratamento e medicamentos para retardar a evolução dos sintomas. Mas, os cuidados com pessoas com Alzheimer, devem ser constantes e diários.

O que causa o Alzheimer?

A causa do Alzheimer ainda não foi descoberta, porém, acredita-se que sua cauda esteja relacionada a causas genéticas. É muito comum ver a doença sendo desenvolvida em pessoas com idade avançada, com exceções em pessoas de 40 a 50 anos.

Mais da metade dos idosos que possuem casos de demência, estão associados ao Alzheimer.

Estágios do Alzheimer

A doença Alzheimer tem sua evolução de forma lenta e por meio de 4 diferentes estágios. Ainda não foram descobertos meios de parar a evolução da doença, o que pode ser feito por meio de medicamentos, como já mencionado, é retardar alguns dos estágios.

Uma pessoa com a doença de Alzheimer, vive de 8 a 10 anos. Veja os estágios com detalhes, logo abaixo:

  •       1º Estágio da doença: a pessoa com o Alzheimer em estágio inicial, começa a ter alterações na personalidade, na memória e também nas suas habilidades visuais e perdem noção de espaço.
  •       2º Estágio da doença: o segundo estágio é conhecido também como estágio moderado. Nesse momento a pessoa começa a ter dificuldades na fala, na coordenação motora e também começa a ter dificuldades para realizar atividades simples do dia a dia.
  •       3º Estágio da doença: neste estágio a doença já estará mais grave. A pessoa portadora de Alzheimer, apresenta incontinência fecal e urinária, dificuldade para comer e deficiência motora progressiva. Por conta dessa deficiência a pessoa ficará resistente a execução de tarefas diárias.
  •       4º Estágio da doença: esse é o estágio terminal. Nesse momento a pessoa perde a habilidade de falar, contrair infecções e muitas dores a deglutição.

Aqueles que possuem pessoas com a doença de Alzheimer na família, precisam de muita paciência e amor. Pois, a pessoa fica irreconhecível e deixa de conhecer membros próximos da família.

Saiba quais são os primeiros sintomas do Alzheimer, logo abaixo.

Quais são os primeiros sinais do Alzheimer?

Muitas famílias não conseguem identificar logo de cara a doença do Alzheimer, porque os primeiros sintomas são muito parecidos com o quadro de envelhecimento comum, como: pequenos esquecimentos, alteração na personalidade, entre outros fatores próprios da velhice.

Por isso, é muito importante ficar atento aos 10 primeiros sinais da doença, para que ela seja descoberta logo e que os devidos cuidados com a pessoa seja logo fornecidos.

Veja a seguir os 10 primeiros sinais da doença Alzheimer.

1 – Perda de Memória

Os primeiros sinais da doença é o esquecimento de informações, principalmente, informações recentes. O esquecimento de datas importantes, eventos e similares, também mostra a evolução da doença.

2 – Dificuldade em resolver problemas do dia a dia

A pessoa com Alzheimer começa a ter dificuldades de resolver problemas de matemática, cuidar das próprias finanças e até mesmo seguir receitas simples de culinária.

Também passa a ter dificuldade de concentração e começa a demorar a executar tarefas simples, mais do que o normal.

3 – Dificuldade em tarefas simples referente a família

O portador de Alzheimer, começa a esquecer que já comeu e não consegue preparar uma refeição. Também esquece de ir a locais que precisa e esquece também onde ficam esses locais. A pessoa não consegue encontrar por exemplo, onde fica o próprio quarto ou o banheiro da casa onde mora.

4 – Perda de noção do tempo

As pessoas com Alzheimer perdem datas, estações do ano e esquecem da noção do tempo. Muitas se esquecem de quantos anos têm.

5 – Problemas de visão

 Muitos passam a ter problemas de leitura, dificuldades em determinar cores e distâncias. Também, a pessoa passa a não se reconhecer no espelho.

6 – Problemas de linguagem

 Começam a repetir as mesmas histórias em uma única conversa. Começam também a dar nome errados às diversas coisas.

7 – Perdem objetos

Os portadores de Alzheimer esquecem onde deixaram determinado objetos. Eles esquecem quando usaram determinado objeto, e acusam outros de roubo.

8 – Dificuldade para tomar decisões

Os idosos com a doença, começam a ter dificuldades para tomar decisões e também não conseguem fazer bons julgamentos de uma situação. Situações simples como que roupa vestir, quando tomar banho, começa a ser difícil para eles.

9 – Afastamento da vida social

O Alzheimer por causar esquecimentos, faz com que a pessoa deixe de ter interesses pessoais e interesses profissionais. Elas deixam de ir trabalhar, pois, não conseguem terminar as tarefas profissionais.

10 – Alterações na personalidade e também no humor

Os idosos com Alzheimer ficam confusos, deprimidos, com medo, desconfiados ou ansiosos. Seu humor e sua personalidade são totalmente afetados. Tendo picos de alegria e tristeza.

Fique atento. Assim, que esses sintomas aparecerem, procure ajuda rápida. Pode ser que o seu familiar tenha desenvolvido a doença do Alzheimer. Procure ajuda médica.

Toda a família vai precisar se unir para tratar da melhor forma o portador da doença.